• Fabrício Proença

Por que Plutão foi rebaixado?

Atualizado: 28 de Nov de 2020

Saiba como um novo conjunto de atributos definidos pelos astrônomos acabou excluindo Plutão de sua posição como planeta do Sistema Solar.

A União Astronômica Internacional (UAI) anunciou em 2006 novos critérios para incluir um corpo celeste na categoria de planeta, pois até então não existia nenhuma definição cientificamente aceita.


O problema é que Plutão não obedecia a um desses critérios, o que acabou justificando sua retirada do rol de planetas do sistema solar para ser rebaixado a uma nova categoria astronômica, a de planeta-anão.

Para ser considerado planeta, um objeto celeste precisa ter uma órbita em torno do Sol, aspecto esférico e dominância orbital. Plutão não possui dominância orbital, o que significa que ele não é o objeto mais massivo em sua órbita.

Junto com Plutão, podem ser encontrados outros corpos transnetunianos (além do planeta Netuno) compartilhando a mesma faixa orbital. Nosso sistema solar, portanto, conta com oito planetas mais o anão Plutão.


A partir da década de 90, outros objetos começaram a ser descobertos além de Netuno, numa região que convencionalmente é denominada de cinturão de Kuiper. Alguns deles chamaram a atenção por terem dimensões e propriedades semelhantes às de Plutão.

Existem cinco planetas-anões no Sistema Solar. Além de Plutão, temos Haumea, Makemake, Éris e Ceres completando a lista.

Haumea e Makemake, por exemplo, têm um pouco mais da metade do diâmetro dele, enquanto Éris chega a ser ligeiramente maior. Como também não apresentam dominância orbital, foram incluídos no rol de planetas-anões junto com Plutão.


Ceres, um objeto de 950 km de diâmetro encontrado no cinturão de asteróides entre Marte e Júpiter, completa a lista de anões do sistema solar. No entanto, daqui a alguns anos poderemos escutar notícias da inclusão de outros corpos celestes nessa categoria. Existem doze candidatos aguardando uma vaguinha, todos encontrados no cinturão de Kuiper ou no disco disperso. Entre eles temos Sedna, Quaoar, Orcus, Vesta, Palas, Hígia, Varuna e Ixion. Basta aguardar para ver.


Por Fabrício Proença

Biólogo e professor de ciências


#plutão #plutao #planetaanao #planetasanoes #dominanciaorbital #haumea #makemake #eris #ceres #uniaoastronomicainternacional

20 visualizações0 comentário
Tropical Leaves

Explore nosso conteúdo

Redes Sociais

Newsletter

Receba novidades e atualizações

©2020 Biodiversidades. Orgulhosamente criado com Wix.com

biodiversidades.site@gmail.com